• 05/12/2019
  • 9:17 am
  • Geral - Notícias
Compartilhar no facebook
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no tumblr
Compartilhar no telegram
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

O Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC), nos Estados Unidos, alertou sobre os efeitos da fluorose, onde o problema atinge quase 40% das crianças no país. A fluorose dentária também é muito comum no Brasil. 

Estima-se que o problema afete quase 20% dos pequenos brasileiros. A condição é caracterizada pela descoloração e surgimento de linhas brancas nos dentes.

Segundo a especialista em radiologia odontológica, Márcia Gabriella Barros, o flúor é muito benéfico para a saúde bucal, mas o uso deve ser supervisionado pelos pais até os 8 ou 9 anos de idade. “Apesar de não representar um risco à saúde bucal, os dentes que sofrem com o excesso de flúor apresentam uma condição estética diferente. Infelizmente eles não voltam à sua coloração de forma natural”, destacou.